terça-feira, 27 de maio de 2008

Wo Hu Cang Long




Estive para deixar passar Maio sem escrever por, no que toca a ondas, lhe ter visto pouca virtude...

Voltei para casa, quase sempre soprado por ventos, adversos, soando a suspiros, desabafos. A perfeição também cansa e, segundo rezam as crónicas, foi um Inverno perfeito.

Tentei preencher esse tempo com o Método Miyagi de wax on, wax off (ou vice versa, para ser mais exacto) e um ou outro filme, mas a combinação olfactiva e visual dos dois teve um efeito contrário ao pretendido, inquietando-me.

O mandarim do título remete para um felino agachado, pressentindo perigo, e um dragão escondido, aguardando. E tem aqui tanto de prepotência como de delírio...


___"[...]
___I must go down to the seas again,

___________to the vagrant gypsy life,
___To the gull's way and the whale's way

___________where the wind's like a whetted knife;
___And all I ask is a merry yarn

___________from a laughing fellow-rover
___And quiet sleep and a sweet dream

___________when the long trick's over."
___John Masefield, Sea-Fever


2 comentários:

ana disse...

Mais uma vez...
obrigada pela partilha...
apenas a tirar o wax!
ana

tatiana disse...

Só agora é que vi que tinhas escrito algo, já me tinham dito mas ainda não tinha 'lido'.

Afinal, é bom saber que há alguem que 'tira' algo dos ' meus' links.

Por acaso esta foi uma das obras em que parei, exactamente pelo seu caracter experimental, e que é esse mesmo que lhe confere a singularidade que é cada onda.
Boa escolha !

Em relação ao Inverno, a mim parece-me que foi rico...em sumo ;)

Fica bem.
( Vá LP...tens razão, gosto mesmo de ler os vossos textos, voces são logo 3 !)